Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

18
Nov09

Au bonheur des Dames 208

d'oliveira

Direito ao nome

Hoje pela manhã, uma senhora interrompeu a diária conversa sobre livros que o António Carlos Sobral e eu mantemos na esplanada.

Vinha-me pedir a direcção do blog para catar um texto de Dezembro de 2006 em que eu referia a morte do Zé Leal Loureiro. Achei que seria mais prático oferecer-lho já em papel tanto mais que previa farta canseira para uma estranha encontrar um texto soterrado por tanto escrito posterior.

Nem imaginam a trabalheira que tive. É que já não me recordava em que série é que publicara aquele doloroso epitáfio, tinha uma vaga ideia do ano e do mês (2006, Dezembro) mas não me lembrava do título.

Não encontrei o texto recorrendo ao tag mcr pelo que foi um petisco chegar ao malfadado escrito.

Quando finalmente dei por ele, descobri que a minha assinatura, pobre mas honrada, não constava do post. Em vez do obnóxio mcr estava, pasme-se, “incursões”.

Não presumo de escriba digno de figurar em antologias mas, que diabo, mereço mais do que estar amortalhado sob o nome do blog de que, de resto sou apenas um dos tripulantes.

Espreitei para cima e para baixo e descobri que uma boa centena (ou mais) dos meus textos sofreram idêntico tratamento: perderam o autor r averbam como assinatura o nome do blog.

Senhoras administradoras desta casa: façam o favor de me restituírem os meus escritos. Poderão ser de qualidade mais do que modesta mas suei-os, escrevi-os, publiquei-os e, ao contrario de muito boa gente que nega as mais elementares evidências, refugiando-se na especiosa diferença entre oficioso e oficial, eu assumo tudo o que faço, digo ou escrevo.

Em consequência, requeiro que me sejam devolvidos os posts agora semi-anónimos e que jazem nos fundos do blog. 

A latere, coisas destas não sucediam no velho incursões...blogspot.com!

2 comentários

Comentar post