Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

09
Jun06

Cliente isento; advogado paga!

mochoatento
A vida reserva-nos algumas pequenas surpresas que nos fazem sorrir.

Há dias, a Câmara Municipal do Porto escreveu a uma Paróquia para juntar a um processo de licenciamento de obras os respectivos Estatutos. Fiquei com dúvidas. Teria de remeter os Evangelhos? Pensei melhor e resolvi aconselhar a juntar a fotocópia da participação ao Governo Civil da erecção canónica da respectiva Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia, efectuada em 1940 ao abrigo da Concordata. Parece que não servia! Talvez fosse melhor uma certidão.

Bom! Por via das dúvidas e para melhor andamento do assunto, resolvi requerer uma certidão ao Governo Civil, juntando uma fotocópia do documento.

No dia seguinte, foi recebida no escritório uma chamada telefónica duma senhora muito simpática que avisou a minha funcionária de que , se fosse a instituição a requerer, a certidão era gratuita; mas como o pedido estava subscrito por advogado tinha que pagar emolumento.

Bem, para não perder mais tempo, lá disse à minha funcionária para ir pagar a certidão. Dei-lhe 20,00 (tive dúvidas que chegasse, porque agora as certidões custam os olhos da cara). Lá foi e trouxe-me de troco 9,25 euros. A certidão quando requerida por advogado paga 0.75 euros (isso mesmo, setenta e cinco cêntimos).

Por favor, quando tiverem de pedir certidões, façam os clientes assinar o requerimento. Poupam 75 cêntimos.

5 comentários

Comentar post