Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

Transparências e opacidades

José Carlos Pereira, 31.07.09

Em política exige-se verdade e lealdade na relação com os eleitores, exige-se compromisso e rigor na apresentação de programas e equipas.  A menos de dois meses da data das próximas eleições legislativas, o PS, liderado por José Sócrates, já apresentou o seu programa e as suas listas de candidatos a deputados. Podemos discordar das opções, seja de políticas ou de pessoas, mas não podemos ignorar que elas foram apresentadas atempadamente e que podem ser avaliadas e escrutinadas.

Ao invés, a moda no PSD, o principal challenger na corrida pela vitória, parece ser a de esconder e de renegar quaisquer opções. As iniciativas do PS na área social são para "rasgar", só haverá compromissos que possam garantidamente cumprir-se (quais?), o programa light será apresentado apenas no início de Setembro e as equipas continuam no segredo dos deuses. Se a ausência de programa ocorresse na liderança de Pedro Santana Lopes dir-se-ia que era incompetência, impreparação, incapacidade. Como sucede com Manuela Ferreira Leite já ninguém estranha -  a senhora não fala, não se compromete, não se "atravessa". Assim, é sempre possível que os votos de uns quantos incautos venham a cair-lhe no regaço. Percebem a jogada?

 

5 comentários

Comentar post