Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

29
Fev08

Estes dias que passam 94

d'oliveira
Mais do mesmo....

Às vezes custa dar uma pazada num adversário político. Nem sempre se tira um pequeno consolo de tão salutar e lusitano acto sobretudo se, bem vistas as coisas, o adversário é um desastre confirmado, um punching ball, um pobre diabo condenado a esbracejar em vão no meio do deserto das ideias que não lhe povoam a cabeça.
Eu nunca tive pelo dr. Luis Filipe Menezes uma consideração sequer, digamos, modesta. Tirei-lhe, desde cedo a bissectriz, vi-o choramingar num qualquer congresso em que, a destempo, zurziu nos sulistas elitistas, tentando com torpeza, desastrosa sagacidade política e rara falta de oportunidade, ganhar uma plateia que, ainda por cima, se riu dele.
Pensei que essa aterradora experiência e o tempo, sobretudo o tempo, lhe trouxessem às mimosas meninges alguma ideia mais interessante do que esta excitação do populismo. Isto para o caso de não ficar definitivamente sepultado pela vergonha.
Mais tarde, ascendeu à presidência da Câmara de Gaia. Houve quem lhe louvasse o feito muito embora haja quem pense, e eu estou nesse grupo, que até a santinha da Ladeira ganharia a câmara ao pobre diabo socialista que por lá andava a fingir de autarca. Todavia, durante uns tempos, entretido com a cidade que lhe caíra no regaço, o dr. Menezes parecia ter ultrapassado o feliz estado de inocência política que o celebrizara. Tomou mesmo um par de medidas simples mas eficazes e com bom senso; pareceu ( logo se verá) que sabia dirigir uma câmara municipal. V N Gaia está melhor do que estava há uns anos e suponho que nem sequer os mais pertinazes socialistas locais se atrevem a murmurar o nome do anterior edil socialista.
Há, no entanto, nos políticos subalternos em geral, e no dr Menezes em particular uma singular atracção pelo abismo. Dois ou três pequenos sucessos fazem-nos sonhar com o voo majestoso das águias quando eles dificilmente superam o esvoaçar da galinha pedrês. E isso perde-os definitivamente.
Os deuses adoram pregar pequenas partidas aos humanos. E os deuses da política doméstica olharam embevecidos para o dr. Meneses e sopraram-lhe ao tenro ouvido a hipótese de um destino nacional. Era só correr com um maçador que dirigia o PPD entre duas eleições, depois de dois cataclismos políticos. E o dr. Meneses entendeu que chegara o seu momentum.
Desafiou o gestor interino do partido, aviou dois discursos inflamados e surpreendentemente ganhou o partido. Ou ganhou o que restava de um partido com vocação de poder que nunca teve jeito nem gosto pela oposição.
Desde esse infausto dia, isto parece uma montanha russa. O dr. Meneses parece uma bicha de rabiar. Dá estalos e estalinhos mas é tudo pólvora seca. O PS bem que lhe atira suculentas razões de combate, comete burrices semanais, mas nada! Nada desvia o dr Meneses da sua agenda própria. Onde se esperaria oposição, ouve-se confusão. Hoje uma coisa, amanhã outra, uma terceira três dias depois. Nem as minhas gatinhas que são novas e nem sempre percebem que não vale a pena andar atrás do próprio rabo, fariam melhor.
Consta que o engenheiro Sócrates já prometeu um milheiro de velas, de quilo, à Senhora de Fátima se o dr Meneses se mantiver galhardamente ao leme do PPD até às eleições. Alguém lhe terá dito que assim sendo até pode despedir definitivamente o poeta Manuel Alegre. E continuar a sua política de rigor (!!!) e de reformas (!!!) socialistas (!!!). Faça o que fizer ganha por falta de comparência de adversário.
Eu não choro pela má sorte do PPD. Eles é que cavaram a própria sepultura. Só que, em política, uma acção forte e interessante só pode ser levada a cabo sob o escrutínio e oposição de um adversário forte. E ao não o haver, resignamo-nos a dirigentes cada vez mais fracos. E ao um futuro cada vez mais deprimente. Por uma vez sem exemplo tenho alguma pena do dr. Pacheco Pereira. E de alguns dos seus pares. Não os quero para governantes mas também me dói vê-los tão desgovernados.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.