Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

À esquerda e à direita

José Carlos Pereira, 23.01.10

As negociações sobre o orçamento de Estado para 2010 e a anunciada disponibilidade de Manuel Alegre para se candidatar a presidente da República vieram evidenciar mais uma vez os constrangimentos que o PS sente com os partidos e movimentos à sua esquerda.

Para assegurar a governabilidade (e a viabilidade...) do país, o PS vê-se obrigado a negociar com o PSD e o CDS um conjunto de alterações ao orçamento. Só estes partidos se disponibilizaram para o fazer, talvez porque acabam por ter o sentido de Estado que outros não demonstram. PCP e Bloco de Esquerda colocam-se à margem, numa estratégia de quanto pior (para o PS) melhor. O seu adversário preferencial, há que dizê-lo, é o PS.

Com as presidenciais sucede algo de parecido. Alegre avança - e tem todo o direito a fazê-lo - mas logo salta Louçã para a arena, como que a dizer "o candidato é meu!". Alegre e  Louçã criam um sério problema ao PS e o maior partido português não pode ficar refém dessas estratégias. Alegre percebe o que quer o Bloco ou anda distraído com as suas proclamações? 

6 comentários

Comentar post