Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

a varapau 9

mcr, 24.09.10

Desculpem se insisto

 

O senhor Assis (que em tempos já saudosos afrontou a populaça felgueirense que, uivando impropérios, o tentou agredir) veio dizer que assumia (agora assumem-se imensas coisas como se isso fosse desculpá-las!) a orientação de voto na AR sobre o protesto contra as deportações de ciganos. Comentando alguns isolados exemplos de rebeldia no grupo parlamentar, Assis, sem se rir nem piscar o olho, afirmou que no P.S. a disciplina de voto é para as questões de governabilidade do país mas não para as questões de princípios de que, garantem alguns ingénuos militantes do partido, se faz alma e a razão de ser do mesmo.

Está tudo dito...

 

Foi abatido numa operação anti-guerrilha o sinistro Mono Joy, número 2 das FARC. Junto a minha voz à satisfação geral: além de impiedoso e sanguinário, o homem chefiava muito do tráfico de droga que alimenta os cofres da organização.

Para que se saiba: há em Portugal organizações políticas, ou que disso se reclamam, que recebem em apoteose os enviados deste grupo de gangsters.

 

A candidata presidencial do PT foi durante longo tempo uma das pessoas mais dentro da Casa Civil do Presidente Lula. Agora que é público o escândalo na mesma casa, todas as culpas são atiradas para a substituta de Dilma Roussef como se esta nem lá tivesse passado. Todavia, como alguém eventualmente se lembra, as suspeitas e as acusações vêm de há muito, como aliás já denunciava Marina Silva, uma dissidente do PT, também candidata à presidência do Brasil.

Ver o PT, um frágil partido contra a corrente, mostrar-se cada vez mais um partido tradicional dói. Mesmo se, como é sabido, boa parte dos seus êxitos e das orientações de política económica e social venham ainda do tempo de Fernando Henrique Cardoso. Ou como se dizia antigamente: numa porta se põe o ramo, noutra se vende o vinho.

 

O Instituto da Segurança Social (outro instituto a pedir urgente regresso às velhas - E mais práticas! E mais úteis! E mais económicas! - Direcções Gerais) entendeu dever exigir aos “beneficiários” de boa parte das fracas ajudas que dispensa, comunicação via internet da sua (deles) situação económica e laboral. Por acaso esta exigência dirige-se justamente ao sector da população que, por ileteracia,  por pobreza, por incultura, não tem quaisquer hipóteses de responder eficazmente. Nem sequer tem acesso a computadores...

Claro que as bichas à porta dos (escassos) serviços de atendimento foram medonhas. E o prejuízo económico para todos quantos, de algum modo teriam que fazer, também não terá sido despiciendo.

Isto, vindo de quem vem, revela mais do má fé, desprezo pelos cidadãos como se os pobres fossem como dizia o filme, feios, porcos e maus (e ladrões, acrescento). Sabendo-se que quem tutela esta aberrante instituição vem do meio sindical, é caso para perguntar, se a senhora ministra não andou por lá enganada. Ou enganando.

A pergunta, ociosa, é esta: alguém se desculpou de tamanho dislate?

d'Oliveira fecit 24.09.10

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.