Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

16
Jan11

O recente bem-querer de Cavaco Silva pelos funcionários públicos

JSC

 

 

A campanha de Cavaco Silva não pára de surpreender. Se por um lado se aproxima cada vez mais de uma luta pela liderança da oposição ao governo, por outro lado, pode ser entendida como uma intromissão no campo de Passos Coelho, na medida em que ao apontar e identificar os erros da governação, está a retirar espaço ao líder do PSD, que, por sua vez, se mantém calado e ninguém lhe pergunta coisa alguma.

 

Ainda ontem Cavaco Silva mostrou a sua compreensão pelos professores, o que permite inferir a sua solidariedade com esta classe que nos últimos anos tem estado em conflito aberto com o Governo. No mesmo dia Cavaco Silva voltou a falar dos cortes salariais na função pública, referindo que outros com mais rendimentos ficaram de fora da medida governamental, dizendo mesmo que não percebe o porque de tal medida apenas ser aplicada aos funcionários públicos e não atingir também milhares de portugueses do sector privado que auferem altos rendimentos.

 

Ou seja, Cavaco Silva não pára de passar a mão pelo pêlo dos funcionários públicos. Como também não diz e ninguém lhe pergunta (também não responderia) como é que e em que medida deveriam ser reduzidos os salários dos trabalhadores do sector privado, a posição política do candidato nesta matéria apenas releva pela solidariedade empática com os funcionários públicos, sem causar qualquer mossa nos eleitores/trabalhadores do sector privado.

 

Acredito que Cavaco Silva esteja ansioso pelo fim da campanha, é que não deve ser fácil andar tantos dias a falar verdade ao povo. Tanta verdade também cansa.

3 comentários

Comentar post