Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

14
Dez07

Feliz anho novo

J.M. Coutinho Ribeiro
Já aqui escrevi uma vez que a nossa vocação incursionista tem muito a ver com umas boas jantaradas, distribuição de postais ao vivo, boa-disposição, conversas cruzadas, conciliação de diferenças, recuperação de memórias, coias mais sérias e outras mais ou menos tontas (esta parte é para mim), charutos e cigarros para quem fuma, vinhos criteriosamente escolhidos. E afectos. Porque é assim, conversei há dias com o JCP sobre a eventualidade de organizarmos um jantar no Marco de Canaveses, terra de onde viemos, com os incursionistas que queiram, para nos debatermos com a candente questão de arrumarmos um anho assado com arroz do forno, coisa em que o JCP é mais especialista do que eu, pois faz parte da confraria do dito, com direito a farda, chapéu e tudo, circunstância que me levou a fugir a sete-pés quando quiseram entronizar-me na coisa. Mas eu gosto do prato. E não tenho sido muito assíduo por uma questão de fusos. Trata-se de uma iguaria que na região se come ao almoço que é coisa que, como se vai sabendo, não frequento, razão pela qual quando como já é vagamente requentada. Mas há formas de dar a volta à questão, com algum engenho e boa-vontade: do JCP, que é confrade, e da minha que tenho ligações familiares à restauração local. Sendo assim, creio ser absolutamente possível organizar uma incursão ao Marco para tratar do assunto, ao jantar, encomendando antecipadamente um anho a preceito. Não se preocupem. Os do Marco pagam, que não fazem mais do que a sua obrigação. Claro que não estou a pensar que trataremos disto nos próximos dias, de tão ocupados que andarão com os jantares de Natal. Mas talvez logo no princípio do ano novo, digestão feita das festas. Que dizem?
.

5 comentários

Comentar post