Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

O congresso socialista

José Carlos Pereira, 14.11.06
Reuniu no passado fim-de-semana o congresso do PS, que sufragou a liderança de José Sócrates. Este modelo de congresso, em que o líder é eleito por voto directo pelas bases umas semanas antes do próprio conclave, retira emoção e espontaneidade à discussão, o que faz com que estes congressos já há muito tenham perdido o “picante” das reuniões de outros tempos.

O congresso do PS transmitiu sinais de unidade. Houve listas únicas para os órgãos partidários e registou-se uma reduzidíssima oposição às teses de Sócrates e à linha orientadora do seu Governo. Um sinal de convicta união? Em muitas situações sim, mas outras há em que a união é apenas conveniente. Todos sabemos disso e Sócrates melhor do que ninguém o saberá. Ainda assim, Alegre lá se deu ao incómodo de interromper o fim-de-semana e ir a Santarém falar ao país (ou ao partido?) e Helena Roseta cumpriu a sua saga e mais uma vez foi “crítica” (lembram-se quando Helena, ainda no PSD, era “crítica” ao lado de Cavaco Silva, Eurico de Melo e Carlos Macedo, contra o Governo e a liderança de Balsemão?).

Contudo, para quem observa de fora na qualidade de independente, ainda que apoiante deste Governo, a conclusão que se retira é que Sócrates tem todas as condições para continuar com as suas políticas e que os seus ministros, limadas algumas arestas, mais na forma do que no conteúdo, devem prosseguir com a implementação do programa de Governo sufragado pelos portugueses. Certamente, nem todas as medidas são igualmente ponderadas e justas, mas o país estava carenciado, há muito, de uma liderança forte, que traçou um rumo a seguir e que não titubeia perante os primeiros escolhos. As reformas são sempre difíceis, sobretudo para os mais atingidos, mas ainda não perdi a esperança de encontrar em 2009 um Portugal de melhor saúde do que aquela por que passava em 2004/5. E se quiserem recordar o que então se vivia, corram às livrarias em busca da última pérola de PSL!

5 comentários

Comentar post