Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

As eleições no ACP

José Carlos Pereira, 24.02.15

O Automóvel Club de Portugal (ACP) vai a votos no próximo dia 30 de Abril e já se conhece uma lista opositora à Direcção presidida por Carlos Barbosa, que há doze anos lidera os destinos do maior clube português. O ACP precisava desse exercício de vitalidade democrática como de pão para a boca.

Sou associado do ACP há quase vinte e cinco anos e nunca participei na sua vida associativa, situação comum à esmagadora maioria dos sócios, que procuram os serviços do clube, mas não encontram uma estrutura preparada para motivar e envolver os associados. A gestão do clube está centralizada na sede em Lisboa e é acompanhada por uma reduzida clique de dirigentes e associados.

Clubes e instituições como o ACP padecem habitualmente de falta de verdadeiro escrutínio por parte dos seus associados, o que resulta muitas vezes na afirmação de projectos pessoais de poder. É o que parece suceder com Carlos Barbosa no ACP. Foram inúmeras as vezes em que envolveu o clube em polémicas públicas, adoptando posições para as quais não tinha qualquer mandato dos associados. Carlos Barbosa fez do ACP um pedestal para a sua projecção política e mediática, acertando contas pessoais com quem não gostava ou de quem discordava politicamente.

Cheguei a escrever uma nota na revista do ACP, alertando que o clube não podia fazer julgamentos da acção governativa, pois esse não era o seu papel, nem os órgãos sociais tinham mandato para esse efeito. A simples existência de alternativa já permitiu vir a público denunciar essas atitudes, assim como opções discutíveis na gestão dos activos imobiliários do clube. Espero que este período pré-eleitoral seja esclarecedor e, por mim, estou tentado a contribuir com o meu voto para afastar Carlos Barbosa da presidência do ACP. Se continuar a querer fazer política, poderá sempre procurar outros palcos e oportunidades...

1 comentário

Comentar post