Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Incursões

Instância de Retemperação.

Incursões

Instância de Retemperação.

estes dias que passam 696

d'oliveira, 26.05.22

Ai o politicamente correcto...

Mcr, 26-5.22

 

São 49 0s casos de varíola dos macacos em Portugal. Os atingidos são todos homens entre os 26 e os 60 anos de idade. 

Dito assim nada indicia uma qualquer transmissão sexual. Mas também não prova o contrário. É embaraçoso o facto dos doentes serem todos homens e terem idades que fazem suspeitar a forma de transmissão que tem de ser u contacto prolongado. 

Dizer isto não é sinal de homofobia mas apenas uma forma de prevenir quem se arrisca. O silêncio mata tanto ou mais que o estrondo. A campanha imbecil de certos grupos no sentido de repudiar quaisquer conotações de ordem sexual que podem existir apenas abranda as necessárias cautelas e pode provocar mais contágios. 

Há dezenas de doenças que afectam os órgãos sexuais primeiro e o resto(eventualmente) depois que não ganham nada em ser escondidas pois impedem as pessoas de recorrerem aos tratamentos mais adequados. Por outro lado, mesmo sabendo disso, há pessoas que arriscam e que pretendem viver plenamente a sua sexualidade. Tem esse direito desde que issonão afecte a saúde de outros. Seria bom, pois, que quem manda nestas coisas tivesse a honradez e a corgem de prevenir alto e bom som todos quantos por pertencerem a grupos de risco podem ser contaminados. Isto não é isolar homossexuais é, sim, defendê-los. Pelo menos aqueles que ainda não sabem, não percebem ou não ldeem a devida importância ao assunto. 

 Doença é evitável. Não se transmite pelo ar, exige contactos prolongados. Bastará não os ter até se saber mais e melhor sobre o actual surto. 

Tudo o resto é hipocrisia e desprezo pela vida e saúde humanas. E pela dignidade de todos.

 

(o meu surto de covid parece estar de malas aviadas. Nunca foi violento, sequer forte apenas chato. De todo o modo, cumprirei exactamente o que é aconselhado pelo que permaneço prisioneiro em casa até sábado.

Agora que julgo estar livre dessa ameaça que, não com a minha provecta idade, não é despicienda sinto uma gratidão ilimitada por todos quantos, em todo o mundo, contribuíram para minorar as consequências deste vírus. E enraivece-me profundamente a campanha miserável, infame, criminosa dos negcacionistas nacionais e estrangeiros que reputo responsáveis por muitas e muitas mortes e muito sofrimento. 

E como não sou boa criatura desejo-lhes um covid “à maneira” desses de arrebimba o malho que os faça penar ou mesmo desaparecer  uma vez por todas. 

Com esta idade, com este fraco físico sou a prova provada da excelência das vacinas. Tudo o resto é música celestial. E se ainda a não irei escutar isso deve-se aos milhares de agentes de saúde, à sua abnegação, à logística extraordinária  que foi montada e à inteligência do povo português que acorreu em massa para ser vacinado. 

Por azar, falho amanhã a convocação para a 4ª dose pelas razões que já indiquei mas isto é só um adiamento. Logo que possa lá estarei de braço ao leu para mais uma pica.

Em boa hora: não agradeço aos profissionais  o terem sido profissionais. Agradeço-lhes a abnegação, o esforço a mais, a paciência evangélica e o carinho que demonstraram com tantas dezenas de milhares de pessoas que foram atendidas e ainda por aí andam por seu pé 

E relembro que médicos, enfermeiros é agentes hospitalares e auxiliares de toda a ordem fazem parte dos grupos profissionais mais infamemente pagos deste país onde aliás se paga mal a quase toda a gente.